Cargos do Concurso do TRT-SE 2016

concurso-trt-se

O Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região (Concurso TRT 20ª Região) recebeu a autorização para realizar o seu novo concurso público que visa preencher vagas para os cargos de nível médio e superior. O esperado é que o edital não demore muito para sair visto que já estava previsto desde 2015 pelo tribunal e pela banca organizadora FCC que está na frente os certames de 2002.

A informação divulgada no Diário Oficial da União mostra que o edital do concurso precisa ser publicado até 29 de dezembro de 2016, uma vez que é o prazo estabelecido na prorrogação do contrato para prestação de serviços técnicos e especializados para realização do certame.

A quantidade total vagas oferecidas neste certame ainda não foi divulgada, porém serão ofertadas vagas para Analista e Técnico Judiciário. Os salários oferecidos varia de acordo com o cargo e a área de atuação.

Os cargos com as respectivas áreas oferecidos são:

Técnico Judiciário – Área Administrativa
O candidato que deseja se inscrever para este cargo deve possui certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio, ou equivalente, expedido por uma Instituição de Ensino reconhecida pelo Ministério da Educação. O Técnico Judiciário terá funções de prestar apoio técnico e administrativo pertinente às atribuições das unidades organizacionais; executar tarefas de apoio à atividade judiciária; arquivar documentos; efetuar tarefas relacionadas à movimentação e à guarda de processos e documentos; atender ao público interno e externo; classificar e autuar processos; realizar estudos, pesquisas e rotinas administrativas; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área Administrativa
Para se inscrever neste concurso o candidato precisar conter diploma, devidamente registrado, de graduação em Direito, fornecidos por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo MEC. O aprovado será atribuído a funções de analisar petições e processos, confeccionar minutas de votos, emitir informações e pareceres; proceder a estudos e pesquisas na legislação, na jurisprudência e na doutrina pertinente para fundamentar a análise de processo e emissão de parecer; fornecer suporte técnico e administrativo aos magistrados, órgãos julgadores e unidades do Tribunal; inserir, atualizar e consultar informações em base de dados; verificar prazos processuais; atender ao público interno e externo; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área Administrativa
É necessário possuir diploma devidamente registrado e reconhecido pelo MEC e ter conhecimentos de digitação. As atribuições deste cargo são realizar atividades de nível superior, relacionadas ao planejamento, coordenação, supervisão, orientação e execução de tarefas envolvendo assuntos de natureza administrativa; prestar informações e elaborar relatórios, projetos e pareceres de natureza administrativa; proceder aos estudos e pesquisas na legislação, na jurisprudência e na doutrina para fundamentar análise de processo e tomada de decisão; examinar e elaborar fluxogramas, organogramas e demais esquemas ou gráficos de informações; efetuar pesquisas visando ao aperfeiçoamento do serviço, elaborando projetos de estruturação e reorganização do mesmo; executar trabalhos de natureza técnica para a elaboração de normas e procedimentos pertinentes à área de atuação; realizar e planejar atividades voltadas para a administração de recursos humanos, materiais e patrimoniais, orçamentários e financeiros, bem como de desenvolvimento organizacional, contadoria e auditoria; redigir, digitar e conferir expedientes diversos; executar outras tarefas da mesma natureza e grau de complexidade.

A remuneração oferecida no certame para o cargo de Analista Judiciário – Oficial Avaliador Federal o inicial é de R$ 10.425,75 sem auxilio. Para Técnico Judiciário – Área Administrativa a remuneração inicial é de R$ 5.365,92. Os servidores poderão contar com VPI de R$ 59,87 e auxilio alimentação de R$ 710,00, benefícios como adicional de qualificação e adicional de cursos de capacitação para Classe A / Padrão 1

Você também pode gostar...