Escândalos são benéficos

Os recentes escândalos envolvendo concursos públicos, num primeiro momento, causaram um certo horror entre aqueles que se preparam para concorrer a uma vaga em carreira pública, evidentemente por meio desses concursos.

O que se falava era que o mercado de trabalho na área pública tornar-se-ia altamente comprometido, uma vez que as fraudes recém descobertas desestimulariam os candidatos sérios, pois seus esforços seriam inúteis, em relação aos candidatos e agentes fraudadores que, a troco de dinheiro, conseguem colocações privilegiadas. A síntese do pensamento comum se resume no seguinte raciocínio: “Para que estudar, se é aprovado quem paga e não quem sabe?”

Contudo, por mais que tenham ocorrido fraudes, limitam-se a um percentual muito pequeno do número de vagas disponíveis. Desde 1960, estou acostumado a preparar candidatos a concursos e testemunhar vários milhares de aprovações e contratações, tendo se tornado absolutamente comum entrar numa repartição pública e o funcionário que me atende apresentar-se como ex-aluno e agradecer com os olhos brilhando de alegria a ajuda por ter melhorado de vida e ampliado sua cosmovisão. Tenho certeza de que a grande e esmagadora maioria foi contratada porque estudou muito e aprendeu muito, tornando-se capaz e competente para os cargos que ocupam e as funções que desempenham entusiasticamente. Os fraudadores não agradecem nem se entusiasmam.

Ontem, numa lanchonete, minha esposa ouviu no diálogo de um grupo de jovens a seguinte frase: “Que bom. Agora estou mais confiante e me preparando com mais garra para o concurso tal, porque o órgão elaborador, com essa intervenção, vai impedir quaisquer novas fraudes”.

Gostaria de poder concordar com essa esperança de lisura absoluta, mas a experiência dos 63 anos bem vividos me faz parecer mais razoável a diminuição dos mal-feitos, progressiva e gradativamente, até se atingir sua quase eliminação. Chegar-se a essa é perfeição, o que não me parece ser humano.

Cristalina é a verdade de que cada nova fraude descoberta, cada novo escândalo emergente constituem importantíssimos marcos comprovadores da evolução do tecido social. Há mais de quatro décadas presencio, de tempos em tempos, o eclodir de bombas desentranhando aqui e ali podridões em órgãos e empresas, que depois observo terem-se tornado mais organizados e eficientes.

Se você pretende candidatar-se a um concurso público, vá em frente, mergulhe fundo, estude muito e torça para que mais escândalos venham à tona.

Os escândalos são benéficos para aperfeiçoar e melhorar o ambiente de seu futuro trabalho.

Você também pode gostar...