O que faz um Técnico de Controle Externo do TCM-RJ

Tão importante quanto conhecer salário, benefícios etc. é saber as atribuições referentes ao cargo almejado. A realização profissional não se dá apenas aos atributos salariais, claro não deixa de ser atraente, mas sem dúvida trabalhar com satisfação traz a concretização de uma tarefa concluída com eficácia e aquele sentimento de “dever cumprido” ao final do dia. Neste post você conhecerá um pouco das atividades exercidas por este profissional.

Falando um pouco sobre o concurso

O concurso do TCM-RJ 2016 oferece 18 vagas para Técnico de Controle Externo, que exige apenas nível médio, a remuneração inicial é de R$ 8.045,36 chegando a R$ 17 mil no topo da carreira. A expectativa do órgão é de que sejam efetuadas até 80 contratações durante o prazo de validade do certame.

O candidato aprovado e nomeado conta ainda com uma lista de benefícios como auxílio-saúde, auxílio-creche e auxílio-educação. O servidor do TCM-RJ conta também com plano de cargos e salários que prevê ascensões, podendo chegar a R$ 17.139,26 no topo da carreira, atuando no exercício da função em torno de 15 a 20 anos.

Se está interessado(a) em participar saiba que as inscrições iniciaram no dia 01 de agosto de 2016 e vão até o dia 05 de setembro de 2016. A taxa para participação neste certame é de R$ 55,00.

O processo de seleção

As provas objetivas serão aplicadas no dia 16 de outubro de 2016. As avaliações objetivas serão compostas por 100 questões de múltipla escolha que versarão sobre as disciplinas de Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Financeiro, Administração Financeira e Orçamentária (AFO), Controle Externo, Ciências da Administração, Raciocínio Lógico e Português.

A segunda etapa, prova discursiva, será realizada no dia 11 de dezembro de 2016, sendo composta por 2 questões a serem respondidas na forma de manifestação técnica.

As atividades exercidas pelo Técnico de Controle Externo

O Técnico de Controle Externo é responsável por executar atividades de apoio técnico-administrativo necessárias ao desempenho das atividades inerentes ao funcionamento do Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro, tais como:

  • executar tarefas identificadas com a instrução dos processos submetidos à apreciação do Tribunal;
  • instruir e examinar documentos, informações e processos de natureza técnica ou administrativa que lhe sejam distribuídos;
  • auxiliar na execução de trabalhos de fiscalização em suas diversas modalidades, com a elaboração dos respectivos relatórios e exame de recursos;
  • redigir, digitar, preparar e conferir expedientes, informações, correspondências, documentos e comunicações processuais;
  • efetuar pesquisas, cálculos, duplicar documentos e preencher requisições;
  • elaborar quadros demonstrativos, tabelas, dados estatísticos, relações e outros, auxiliando na execução dos levantamentos ou registros necessários;
  • executar a movimentação interna e externa de processos e outros documentos;
  • atender ao público interno e externo;
  • prestar suporte administrativo e operacional necessários ao desenvolvimento das atividades da unidade;
  • zelar pela conservação e guarda do patrimônio público, assim como pela entrada e saída de bens e documentos desta Corte de Contas;
  • executar serviços internos e externos de coleta e entrega de correspondência, documentos e encomendas, pagamentos e outros afins;
  • auxiliar na redação das atas de reuniões do Plenário e Comissões;
  • digitar, conferir ou supervisionar o conteúdo de documentos e encaminhá-los para assinatura, quando for o caso;
  • atender às chamadas telefônicas, anotando ou transmitindo recados, obtendo ou fornecendo informações;
  • verificar a necessidade de material e preencher ou solicitar o preenchimento de requisições;
  • receber, conferir e registrar o expediente a ser levado ao Plenário e Comissões; zelar pela conservação do maquinário e material de uso do Tribunal;
  • colecionar matérias, leis e outros atos normativos de interesse do Tribunal; protocolar entrada e saída de documentos ou processos;
  • executar, coordenar e fiscalizar serviços de segurança física e patrimonial, zelando pelo cumprimento das normas de segurança e vigilância deste Tribunal, especialmente nos seus acessos principais no que diz respeito à entrada e saída de bens, mantendo sistemática fiscalização das portas de acesso às áreas vedadas ao público;
  • executar serviços de atendimento e identificação de pessoas, prestando informações e encaminhando-as aos setores procurados, auxiliando a recepção deste Tribunal;
  • executar a movimentação dos processos do setor através do Sistema Controle de Processos — SCP do Tribunal;
  • efetuar as movimentações físicas, internas e externas, de processos e de outros documentos, promovendo as devidas anotações;
  • arquivar fichas, processos, publicações, históricos de pareceres e documentos diversos de interesse da unidade em que serve;
  • colecionar matérias, leis e outros atos normativos de interesse na unidade em que serve;
  • auxiliar no ordenamento dos dados para balancetes, balanços e demonstrações financeiras do Tribunal;
  • examinar empenhos de despesas e a existência de saldos nas dotações;
  • auxiliar na análise econômico-financeira e patrimonial;
  • organizar, dirigir, supervisionar, auxiliar e executar serviços técnicos relativos à documentação e arquivos;
  • planejar, supervisionar ou auxiliar nas atividades relacionadas com a seleção, classificação, catalogação e arquivamento de documentos e textos, para melhor uniformização e aperfeiçoamento dessas práticas;
  • organizar a documentação de leis ou outros atos oficiais, mantendo-a atualizada;
  • executar outras tarefas correlatas a critério do seu superior imediato.

O concurso TCM-RJ 2016 é uma grande oportunidade para quem deseja ingressar numa carreira pública com altos salários, além, é claro, de estabilidade. Portanto dedique-se e você alcançará o sonho de ser um dos aprovados neste concorrido certame!

Você também pode gostar...