Saiba mais sobre o Edital da Defensoria Pública do Distrito Federal

A Defensoria Pública do Distrito Federal, órgão do Governo do Distrito Federal, vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania publica edital para concurso público no cargo de analista de apoio à assistência judiciária, para provimento de 60 vagas destinadas ao respectivo cargo, sendo 15 para preenchimento imediato e 45 para compor cadastro reserva de funcionários. Os candidatos terão de 18 de fevereiro até o dia 17 de março para realizar sua inscrição no valor de R$ 80, pelo site do FGV. As provas estão previstas para o dia 21 de abril.

O certame oferece remuneração inicial de R$ 5.241,22, além de R$ 600 para gratificação judicial aos aprovados. Para pleitear as vagas é necessário possuir graduação em Direito.

A banca organizadora escolhida para execução do concurso foi a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O certame será feito através de prova objetiva e discursiva. Serão cobrados conhecimentos em língua portuguesa organização e princípios institucionais da DPDF, direitos constitucional, administrativo, penal, processual penal, civil, processual civil, do consumidor e da criança e do adolescente.

De acordo com a Defensoria os servidores serão lotados no Centro de Assistência Jurídica do Distrito Federal (Ceajur), com jornada de 35 horas semanais.

Confira aqui o que o professor da Vestcon e Defensor Público,Vinícius Fernando Reis tem a dizer sobre o certame:

1) Sobre a carreira de Analista de Apoio à Assistência Judiciária, tenho a tecer as seguintes considerações. O trabalho será eminentemente técnico-jurídico, com auxílio direto aos defensores públicos na elaboração de petições, pesquisa de jurisprudência, atendimento das partes e demais atividades relativas à atuação judicial e extrajudicial da Defensoria Pública. Para os que gostam de estudar e de se atualizar, terão a oportunidade de ter contato com as mais variadas discussões, em diversos ramos do Direito, com a supervisão de defensores públicos experientes. Sem contar a gratificante sensação de contribuir para a distribuição da justiça em prol das pessoas necessitadas.

2) O edital traz as principais disciplinas cobradas na imensa maioria dos concursos das carreiras jurídicas. Para aqueles que não querem perder tempo estudando matérias pouco cobradas, este é o edital perfeito, pois irá aproveitar praticamente todas as matérias em outros certames. Além disso, é um excelente teste para aqueles que iniciam os estudos, pois poderão avaliar o seu conhecimento nas matérias que compõem o “miolo” do Direito quanto às disciplinas cobradas nos concursos públicos.

3) O Direito Penal e o Processo Penal são matérias de aprendizado muito prazeroso e que farão parte do dia-a-dia do analista de apoio à assistência judiciária, que terá a opção de atuar em processos que tramitem perante as varas criminais, juizados especiais criminais, juizados de violência doméstica e tribunal do júri. Dentro da área criminal, são inúmeras as opções de atuação dentro da Defensoria Pública. O mesmo ocorre em âmbito cível.

4) Com a  abertura do edital, é época de intensificar os estudos. Muito estudo e descanso apenas moderado. A FGV é uma banca que elabora suas questões com base na letra da lei e nas súmulas do STJ e do STF. O candidato que dominar estas duas vertentes levará muita vantagem. É importante, ainda, que o candidato domine as disposições constitucionais atinentes à Defensoria Pública, bem como as leis que versam sobre a instituição e a assistência judiciária gratuita.

5) No curso para Analista de Apoio à Assistência Judiciária da Vestcon, com a ostensiva participação de defensores públicos, o foco será o de preparar o candidato no sentido de que conheça as questões mais relevantes do dia-a-dia da instituição e que certamente constituirão a referência da banca examinadora para a elaboração das questões. Estudando conosco você aumentará suas chances de aprovação, pois terá as dicas de ouro passadas pelos próprios defensores públicos.

Você também pode gostar...